spot_img

Com quatro reforços Águia Negra encara o Rio Branco amanhã no Espírito Santo

Oséias Pereira

Com o intuito de buscar os primeiros pontos na competição, o Águia Negra já está em Cariacica no Espírito Santo, onde amanhã enfrenta o Rio Branco pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

Para o jogo, o técnico Rúbio Alencar terá quatro novas opções para montar a equipe. Os recém contratados, zagueiros Cristiano e Rafael Cardoso já estão a disposição da comissão técnica e poderão fazer suas estreias no time, reforçando assim o setor defensivo que sofreu 4 gols na primeira partida, diante do Boa.

Além deles, os meios campistas Jonathas e Wilson também estão integrados ao grupo e foram relacionados para viajar. Quem está fora é o lateral direito Caio, que pediu desligamento da equipe e não faz mais parte do Águia Negra. O volante Janderon está sentindo o adutor da coxa direita, e é outro que pode ficar fora da partida.   

No treino da quinta-feira, realizado no Ninho da Águia, o treinador comandou uma espécie de coletivo, onde fez algumas variações no time, enfatizando sempre a marcação ao adversário e jogadas de bolas paradas. Perguntando se já tinha definido o time que entra jogando, Rúbio foi cauteloso. “Estamos fazendo algumas variações para encontrarmos o ponto de equilíbrio, uma mudança é certa, na lateral direita, já que o Caio não faz mais parte do time, temos algumas boas opções entre elas o atleta da casa Willian, temos ainda um treino nesta sexta no período da tarde, assim estaremos definindo os onze que entra jogando”, disse.

Sobre o adversário o técnico aguianegrense, alertou sobre a qualidade da equipe e falou da amizade com o técnico Cláudio Roberto, que foi campeão dirigindo times sul-mato-grossenses. “Apesar de não ter pontuado ainda na competição o Rio Branco é uma boa equipe, tem bons jogadores que podem decidir o jogo, e tem um treinador, a qual conheço de um bom tempo, que é muito inteligente e estrategista na armação das suas equipes, por isso temos que fazer um jogo de paciência, atenção e mais precisão nas definições das jogadas, fator esse, que faltou à nossa equipe no jogo de abertura, pois antes de sofrermos o gol do Boa, nosso time já tinha criado duas oportunidades claras de abrir o placar”, alertou o treinador Rúbio Alencar.

VEJA TAMBEM

MAIS LIDAS