spot_imgspot_img

Eduardo Riedel: ’13º do Mais Social vai injetar recursos na economia e ajudar quem precisa’

O governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, anunciaram nesta terça-feira (9) um pagamento extra do programa Mais Social, a título de 13º salário. O montante vai impulsionar a economia em um momento de retomada, após o mundo sofrer os impactos financeiros da pandemia de Covid-19.

“Tem sido demandada pelas famílias do Mais Social, a possibilidade do pagamento de 13º, que seria um pagamento extra no mês de dezembro. Isso foi validado por nós, pela nossa equipe, a pedido, principalmente, dos deputados, que têm recebido inúmeros chamados”, contou Reinaldo Azambuja.

Quase 50 mil famílias já recebem o benefício de R$ 200, pago por meio de um cartão com a bandeira Visa, mas a meta do governo é chegar a 100 mil atendidas. De acordo com o governador, a entrega de novos cartões pelo Banco do Brasil sofreu atrasos por falta de chips no mercado.

Com a chegada desses cartões pendentes, o impacto financeiro do 13º do programa social pode chegar a R$ 20 milhões. “Nós decidimos que todos os cartões entregues vão receber o 13º. Essas famílias vão receber dois pagamentos em dezembro. Isso é importante porque aquece o comércio local”, explicou o governador.

O Mais Social atende famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. O programa beneficia pessoas com renda mensal familiar per capita inferior a meio salário mínimo.

O cartão pode ser utilizado em qualquer estabelecimento comercial para compra de comida e de itens de higiene. A compra de bebidas alcoólicas ou cigarros não é permitida.

“O Mais Social é um dos benefícios mais abrangente deste momento de retomada, porque além de trazer um alívio às famílias que mais necessita, ele movimentou o comércio local porque permite a aquisição de alimentos e itens de higiene pessoal na venda da esquina, por exemplo. Ao garantir o 13º a essas pessoas, o Governo do Estado demonstra sensibilidade e cuidado com o nosso povo”, afirmou Eduardo Riedel.

Reajuste salarial

Além do 13º do Mais Social, Reinaldo Azambuja anunciou a redução de alíquotas e o aumento da faixa de isenção de IPVA e afirmou que irá encaminhar, na próxima semana, projetos de reajuste salarial dos servidores públicos. Será uma revisão geral, além de adequações de carreiras.

“Combinei com o presidente [da Assembleia Legislativa] Paulo Corrêa a questão da revisão geral e os projetos de lei sobre o funcionalismo público de Mato Grosso do Sul, ativos e inativos. Na terça-feira (16), às 9 horas, vamos estar na Assembleia Legislativa com todas as leis e todo o detalhamento. Estamos terminando de validar com todas as categorias. Teremos uma revisão geral, que abrange todas, e readequações de leis específicas de carreiras e discussão do abono salarial, que foi concedido, e outros temas que dizem respeito ao funcionalismo”, antecipou.

Ele também explicou que o aumento será possível porque o Estado atingiu uma condição de estabilidade fiscal, com cumprimento das metas estabelecidas no Programa de Ajuste Fiscal, e melhora do índice de comprometimento da receita com o salário do funcionalismo.

Também participaram da coletiva de imprensa o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, e os secretários Flávio Cesar (Governo e Gestão Estratégica), Eduardo Riedel (Infraestrutura), Felipe Mattos (Fazenda) e João Cesar Matto Grosso (Cidadania e Cultura).

VEJA TAMBEM

MAIS LIDAS