spot_img

Oficina de Acessórios em Cerâmica do Projeto Artesania MS é promovido em Rio Brilhante

Reconhecer e investir fortemente no potencial do artesanato local como ferramenta para geração de emprego e renda. Com este objetivo, o Governo Municipal em parceria com a Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul promoveu entre os dias 20 a 24 de junho, a Oficina Multitécnicas Artesanais de Acessórios em Cerâmica e Macrame em Rio Brilhante.

Visando o aperfeiçoamento profissional do artesão, a oficina faz parte do projeto Artesania MS, que tem por objetivo instalar núcleos de produção artesanal, de acordo com o potencial de cada município, resgatando os ofícios tradicionais e transformando-os em uma possibilidade econômica de geração de trabalho e renda nas comunidades.

Em Rio Brilhante, 15 mulheres realizaram as inscrições na Funcerb e foram capacitadas em peças de acessórios femininos e de decoração, tais como: colares, pulseiras, colares de mesa e objetos de decoração agregando a modelagem cerâmica e o macramê na composição final da produção.

A entrega dos certificados foi realizada na tarde desta sexta-feira (24) e o conteúdo da oficina é acessível e introdutório no intuito de fomentar a formação dos artesãos, promovendo o acesso ao trabalho, através da geração de renda, além de proporcionar acesso as políticas culturais do setor artesanal.

Ministrada por Leslie Bassi Gaffuri e Magali Ono, o projeto busca empreender a curto e médio prazo numa fonte local de trabalho e renda sustentável. Tem contribuído com a criação de núcleos produtivos com respaldo e cuidados para se colocarem no mercado competitivo.

Leslie, que é artesã há 18 anos, ressaltou que o artesanato é uma profissão e contribui com a geração de renda. “A Fundação de Cultura leva para muitos municípios essa possibilidade, a cerâmica e o conhecimento do que pode ser feito. Os acessórios que são ricos em possibilidades faturistas e ainda elaboram peças de decoração em pintura, colar de mesas. A comunidade nos acolheu bem e essa é uma oportunidade para melhorar a geração de renda de quem pode trabalhar em casa”, disse.

A coordenadora de Cultura, Marystela Machado falou que todos colocaram a mão na massa deste projeto lindo, que capacitou 15 mulheres. “Parabenizar o Governo Municipal que investe em qualificação e a oficina vai além da capacitação, afinal criamos vínculos de amizade, sendo uma oportunidade para elevar a autoestima, uma terapia e fonte de renda”, finalizou.

 

 

VEJA TAMBEM

MAIS LIDAS